Porque os relacionamentos entre Brasileiras e Árabes não dão certo

Você já deve ter ouvido ou lido algum caso na internet de mulheres reclamando dos relacionamentos problemáticos que tiveram com um árabe, ou talvez você esteja passando por isso. Bom eu explicarei agora do porque os relacionamentos entre brasileiras e árabes não dão certo, ou melhor não estão dando certo.



O primeiro e provavelmente uns dos maiores motivos e a questão da Religião. 
A maioria dos árabes são mulçumanos, então se você não for uma mulçumana, há uma grande chance do relacionamento não dá certo e eu vou te explicar o porquê:
Na religião islâmica, você já nasce mulçumano, e pra um mulçumano mudar de religião e quase que impossível, porque as crianças já crescem aprendendo os ensinamentos islamicos, então se você está achando que um dia vai conseguir convertê-lo? vai ser difícil, e é mais provável que você se converta. 

O islamismo  não é a maior religião do mundo,  mas é a mais praticada, então não importa se  o mulçumano e liberal, ou se ele não vai na mesquita,  se ele vive uma vida normal como a de um ocidente, ele sempre vai carregar com  ele a sua crença, então se você resolver ter um filho com um mulçumano, ele provavelmente será um mulçumano, e é ai que os problemas no relacionamento aparecem. Porque as vezes chega uma hora em que você sente falta das suas raízes dos seus costumes, e isso traz o desentendimento entre o casal. mas isso vale apenas para uma brasileira cristã ou de outra religião que quer se relacionar com um árabe mulçumano, mas se você já for mulçumana  então é muito mais provável que de certo. Isso não impede uma Cristã de se relacionar com um árabe mulçumano, mas e importante levar esses pontos em consideração.



O segundo motivo é a diferença cultura. 
Quando uma mulher brasileira se relaciona com um árabe (independente se ele é mulçumano ou nao), ela acha que vai dar conta da diferença culturais, o que muitas não conseguem. A cultura árabe e sem dúvida muito bonita e exótica, mas você precisa pensar com cuidado,  porque a cultura também e cheia de restrição, então tem que pensar se vale a pena mudar por amor, porque assim como a questão religiosa, vai chegar um momento em que você vai sentir falta das suas raízes e o relacionamento não consegue ir pra frente, você tem que ter uma mente bem feita, bem madura e decidida, e tem que se ver no futuro vivendo daquela forma. Mas se você se ver vivendo daquela forma, então não há nada que lhe impeça de seguir o seu coração.

E o terceiro mas não menos importante é a família do árabe, sim a família, eu fiquei em dúvida se colocava isso em primeiro lugar, dos principais motivos que esses relacionamentos não estão dando certo, mas ainda sim tem bastante brasileiras que se dão muito bem com a família do árabe, e eu sou uma delas, entao vou explicar  do porque algumas não conseguem se dar bem com a família do habibi delas, e o porquê isso não deveria ser uns dos motivos para acabar tantos relacionamentos.

A família é algo muito importante tanto na sociedade brasileira quanto na sociedade árabe, a diferença é que os árabes veem a família como um corpo só. A família tomam todas as decisões em conjuntos, sejam pessoais ou não, o homem árabe se importa bastante com a opinião da família principalmente com a opinião dos pais, e raramente ele irar contra qualquer decisões tomadas por eles. E é aí que entra o problema, muitas brasileiras não consegue lidar com a pressão da família,  pressão essa na cabeça da brasileira, mas algo normal pra eles. 
Vou dar um exemplo pessoal meu, quando eu me casei a nossa casa ainda não estava construída então tivemos que ir morar com os pais do meu marido oque é algo super normal por aqui na Argélia. 
Eu era muito bem e sou muito bem tratada até hoje, mas no começo eu achava estranhos as coisas que eu tinha que seguir e fazer, muitas vezes era a minha sogra quem escolhia a roupa que eu deveria sair na rua. No começo eu ficava triste com isso, mas fui me acostumando e hoje em dia e natural pra mim, mas como disse antes, isso é estranho pra nos brasileiras, mas normal pra elas. 

Hoje eu sei que minha sogra estava apenas querendo me ajudar, e evitar que eu saísse feia na rua, porque quando eu olhei pra traz, vir que eu realmente não tinha muita noção de moda mulçumana. Eu sou é grata por tudo e todas as dicas que ela me ensinou. Sou trata como uma filha e a trato como uma mãe.
Eu acredito que nos mulheres nos vitimizamos muito em nosso relacionamento, querendo ser o centro das atenções do nosso marido, querendo que nossa opinião seja ouvida e aceita a todo o custo. 
Mas saiba que não é porque o seu marido (seja ele árabe ou não) aceita primeiramente a opinião de seus pais ou qualquer outra pessoa mais velha de sua família, que ele te ame menos ou lhe respeite menos, esta é apenas a forma que ele foi educado e digo que essa foi sim uma boa educação, porque quando você envelhecer (inshaAllah), você também será respeitada e será muito bem cuidada. Se você firma seu relacionamento com a família de seu marido, você terá um relacionamento lindo e seu marido lhe respeitará e lhe dará tudo que você quiser e precisar. 

Em geral se você quer que o seu relacionamento com árabe de certo, você precisa, aceitar a religião, a cultura, e abraça a família, porque a maioria dos árabes são um exemplo de homem, de pai e de marido.



Comentários

Postagens mais visitadas

Criação de Site/Blog

Criação de Site/Blog
Curso para Empreendedores